Tecnovigilância: Ressonância Magnética GE tem Quench defeituoso e oferece risco

31 de Maio de 2016 0 Por Bruno Roma

Conforme informado no alerta de tecnovigilância da ANVISA número 1898, do dia 25 de maio, um estabelecimento informou à GE na data de 21 de fevereiro de 2016, sobre um evento de quench do magneto com subsequente liberação de gás criogênico para dentro da sala do magneto.

Certamente passar por um quench deve ser uma das piores experiências para qualquer profissional, mas imagina perceber que o gás criogênico, que deveria estar sendo conduzido em segurança para a parte externa do prédio, ao invés disso, começa a inundar a sala, expulsando o oxigênio do prédio, se a ação da equipe não for rápida, poderá acontecer uma tragédia.

Maiores informações, visitem o Portal da ANVISA, e vejam o alerta.

Vou deixar um vídeo de quench